Este blogue não adoPta o novo acordo ortográfico.

quarta-feira, 2 de agosto de 2017

O meu baú dos tesouros

Como todas as mães, recebemos pequenos grandes presentes dos nossos rebentos no dia da mãe, da mulher, no dia em que lhes apetece, etc, etc. Esses pequenos tesouros andavam espalhados em gavetas, aqui e ali sem local certo e muito longe do local digno que merecem. Vai daí que fez-se luz, foi tão brilhante que quase ceguei, que resolvi que iria pintar uma arca para guardar os miminhos que os meus tesouros me oferecem. Trata-se de uma caixa com tecido nas faces, que de tão feio que era não deveria alcançar a luz do dia. Claro está que as teimosias pagam-se caro e se eu soubesse o que sei hoje nunca a teria escolhido. Pintar em tecido a acrílico não foi de todo um passeio no parque. 
Foi uma tarefa árdua esta caixa, primeiro pelas faces em tecido e segundo porque resolvi escolher um desenho diferente para cada uma das faces, cinco ao todo, ainda por cima escolhi a aurora boreal mais difícil que podia, mesmo sem o saber. Como queria integrá-la na decoração do hall de entrada optei por motivos ligados à água e ao mar que tanto adoro.
Dois faróis um deles com um céu salpicado de estrelas, o favorito do meu príncipe, dois peixes que adorei fazer, os meu favorito, um nenúfar e uma aurora boreal. Esta última de uma complexidade tal que foi na sua maior parte feita pela professora Maria do Céu, naturalmente que sem a sua preciosa ajuda nada disto teria sido possível.
No fundo são cinco trabalhos num é certo mas não via a hora de acabar isto. Uma boa camada de verniz para proteger a obra e voilà pronta para brilhar.
As fotografias tiradas com o telemóvel não fazem jus ao trabalho, mas quando tiver um tempo uso a máquina fotográfica e um dia de sol para uma nova sessão fotográfica.
Eu adoro este trabalho, foi suadinho mas valeu a pena.

Arca do Tesouro

terça-feira, 9 de maio de 2017

A melhor de sempre


É na minha opinião um exemplo do que de bom se faz por cá. Acredito que hoje podemos aspirar a algo mais neste festival da canção. Não me lembro de nada tão bom, tal qual a voz de um anjo. Força Portugal, parabéns Salvador, obrigado por nos permitires sonhar. Não seria fabuloso trazer mais um título para terras lusas? Não somos só futebol.

quarta-feira, 12 de abril de 2017

Teste nº 5 - O dia em que o papá é pequenino outra vez

Chegado o dia de aniversário do pai desta família um bolo teria de ser confeccionado para comemorar. O bolo que, no que ao tamanho respeita, não era directamente proporcional à grandeza da razão da comemoração mas foi-lhe dada um muito bom como nota por todos os membros desta casa e pelos avós também.
Como o papá não é amante de bolo de chocolate optei por um de baunilha, bem húmido, mesmo ao seu gosto.  A princesa deu uma ajuda, foi buscar os ingredientes à despensa e untou a forma com prazer. Usei uma forma alta porque gosto do aspecto com que os bolos ficam. O senão é que demora mais um pouco a cozer do que o habitual.
Como recheio usei mais ou menos o costume, natas, philadelphia, açúcar em pó e desta vez adicionei gelatina em pó previamente dissolvida para manter a consistência do recheio/ cobertura e la pièce de resistance, oreo. Sim bolachinhas pretas e posso garantir que ficou fantástico, é só o que tenho a dizer quanto a isto. Sugiro que experimentem e depois digam de vossa justiça. A fotografia não é a melhor, aliás é bem fraquinha e não faz jus ao bolo em questão. Mas foi o que se pôde arranjar.
Aqui fica a receita desta maravilha.

Bolo de Baunilha e buttermilk


Bolo de baunilha e buttermilk
Ingredientes
  • 2 ovos L
  • 1/2 chávena de manteiga sem sal
  • 1 chávena de açúcar
  • 2 chávenas de farinha peneirada
  • 1 1/4 chávena de buttermilk
  • 2 c. chá de fermento
  • 1 c. chá de sal
  • 1c. chá de baunilha
Preparação

Preparar o buttermilk, juntar sumo de meio limão ao leite e deixar repousar alguns minutos. O ideal seria meia hora.
Pré aquecer o forno a 170ºC.
Untar muito bem e polvilhar a forma.
Bater os ovos com o açúcar até obter um creme fofo.
Adicionar os ovos um a um batendo entre cada adição.
Adicionar a farinha, o fermento e o sal alternada com o buttermilk começando e acabando com a farinha.
Por fim acrescentar a baunilha.
Vai ao forno até estar cozido, aproximadamente 35 minutos mas é mais seguro fazer o teste do palito.
Deixar arrefecer na forma 10 minutos antes de desenformar. Findo este tempo tranferir para a rede e deixar arrefecer completamente antes de cortar e rechear.

Recheio de Oreo

Ingredientes

  • 3/4 de um pacote de oreo
  • 1 pacote de natas
  • 125g queijo philadelphia
  • Açúcar em pó a gosto
  • 1 c chá gelatina em pó
Preparação

Moer as bolachas e reservar.
Bater as natas, o queijo e o açúcar até obter um creme consistente.
Misturar a gelatina previamente dissolvida num pouco de água quente.
Levar ao frigorífico meia hora antes de usar.
No momento em que se for rechear o bolo envolver as bolachas Oreo no creme.

Montagem

Cortar o bolo ao meio e colocar uma camada generosa do recheio, dois centímetros aproximadamente. Vale a pena esta dose extra de recheio!
Usar o restante creme para cobrir o bolo.

segunda-feira, 10 de abril de 2017

Teste nº 4 - O meu dia

Mais um aniversário desta que sempre que pode dá uso à pena e coloca uns post por aqui. Sei que os meus post são quase sempre de guloseimas, é como é, eu sou gulosa! E adoro fazer bolos. Agora que estamos na quaresma tenho que arranjar um chicote para me penitenciar. Menina má, muito má que eu tenho sido. Só doces e mais doces. ainda por cima fiz dois bolos com recheios e coberturas diferentes. As meninas da aula de pintura merecem um miminho. Eu gostei mais da cobertura de morango, acho-a mais fresca, se bem que o bolo em que coloquei a de leite condensado também estava recheado com morangos frescos que deram frescura ao bolo.
Bem vamos é ao que interessa, o bolo. Considerações, apenas que é um bolo seco, assim sendo para aqueles não amantes façam-lhe uma calda e sobretudo não deixar cozer demais. Ao fim de 30 minutos convém dar uma espreitadela e fazer o teste do palito só para ter a certeza. Aconselho a rechear o bolo e deixá-lo no frigorífico de um dia para o outro, o recheio e a cobertura também conferem humidade ao bolo tornando-o mais macio. 

Bolo de Amêndoa


Bolo de amêndoa com recheio e cobertura de leite condensado

Bolo de amêndoa com recheio e cobertura de morangos
Ingredientes
  • 6 ovos
  • 55g + 90g de açúcar
  • 2c. chá de sumo de limão
  • 90g de farinha
  • 60g maizena
  • Pitada de sal
  • 1c. café de fermento
  • 100g amêndoa ralada
Preparação

Pré aquecer o forno a 165ºC.
Untar e polvilhar a forma.
Bater as gemas com as 55g de açúcar até obter um creme fofo.
Bater as claras em castelo com o sal. Juntar aos poucos as 90g de açúcar e o sumo de limão e bater mais um pouco.
Envolver as claras nas gemas.
Juntar delicadamente as farinhas peneiradas com o fermento e amêndoa.
Vai ao forno aproximadamente 45 minutos.
Não deixar cozer demais pois fica muito seco.

Recheio de leite condensado
  • 2 c sopa de leite condensado cozido
  • 1 pacote de natas
  • 100g de creme de queijo (tipo philadelphia)
  • Açúcar em pó a gosto

Bater todos os ingredientes até obter a consistência de um creme espesso.
Usar.

Recheio de morango

  • 125g de morangos em puré
  • 1 pacote de natas
  • 125g de creme de queijo (tipo philadelphia)
  • Açúcar em pó a gosto
Bater bem as natas com o creme de queijo  e o açúcaraté estar bem espesso.
Adicionar o puré de morango e bater mais um pouco. 
Está pronto a usar.